facebook

Itapevi realiza 11º mutirão contra o Aedes e recolhe 42 toneladas de entulho no Jardim Rainha

Compartilhe com:

A Prefeitura de Itapevi realizou no sábado (8), no bairro Jardim Rainha, o 11º mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti. O objetivo da ação foi eliminar focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, assim como conscientizar a população de que o combate ao vetor das doenças deve ser permanente.
Durante o mutirão, cerca de 100 trabalhadores, entre agentes de saúde e profissionais de limpeza, participaram da iniciativa, que mais uma vez contou com a colaboração do Exército, que disponibilizou 20 homens para ajudar a conscientizar a população.

O mutirão utilizou caminhões de lixo, Cata-Bagulho e uma máquina retroescavadeira. O trabalho é desenvolvido pelas secretarias de Infraestrutura e Serviços Urbanos, Saúde e Bem Estar e Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente.

A equipe do Cata Bagulho recolheu 42 toneladas de lixo e entulho. Foram utilizados veículos trucados, coleta seletiva, prensa e um caminhão pipa para lavagem das vias públicas. Os agentes de saúde visitaram 1.712 residências; trabalharam em 1.357 e tiveram 13 recusas. Foram encontradas 19 larvas do mosquito e colocadas 106 telas.

A força-tarefa visitou as seguintes ruas: Ana Araújo de Castro, Nove de Julho, Lázara Siqueira, José Pedro de Castro, Ladeira Nacif Amin Chalupe, Santo Antonio, José Pedro de Oliveira, Vale do Sol, Pedro Pinto, Avenida Brasil, Nicolau Leonardo, Benedito Manoel de Oliveira, Emílio Vaz, Mario Peixoto de Oliveira, Osório da Silva Ferrari, João Pinto, Rodolfo Voight, Antonio Bruno, Benedito Dias Siqueira, Michel Armando Benedocci, Alceste Silicani, Brasil Para Cristo, José Avelino da Costa, Irene Quatrine Coelho, Xavantes, Luiz Reviglio, Sete de Setembro, Ezequiel Dias Siqueira, Antonio di Santo e Carajás.

A primeira etapa da campanha encerra-se neste mês. A segunda parte dela começa entre os meses de outubro e novembro deste ano, quando as temperaturas mais altas facilitam a reprodução do mosquito.

A campanha de combate ao Aedes começou na primeira semana de janeiro. Desde então, a administração municipal tem trabalhado para conscientizar a população sobre a importância de eliminar os focos do mosquito, realizando ações de rotina e mutirões nos bairros, distribuindo informativos e colocando banners e outdoors em pontos estratégicos da cidade.

Rita Bezzera (59), comerciante, moradora da avenida Ana Araújo de Castro, no Jardim Rainha, apoiou a iniciativa. “É ótimo receber os esclarecimentos sobre os cuidados com a dengue. Eles tiram todas as nossas dúvidas e são atenciosos”, explicou. A vizinha também compartilha da mesma opinião. Eni Soares de Souza (61), enfermeira aposentada, agradeceu a visita dos agentes de saúde e a distribuição do material informativo para o combate à dengue. “A preocupação deles com o bem-estar nosso e da nossa família está no semblante deles”, comentou.

Balanço

Até o momento, equipes de limpeza e da operação Cata-Bagulho, que acompanham a ação, recolheram 620 toneladas de entulho. A campanha contra o Aedes aegypti já visitou, neste ano, mais de 17,7 mil casas de diversos bairros da cidade, eliminou mais de dois mil criadouros do mosquito e fez a colocação de tela em 706 caixas d’água.

No período, Itapevi registrou 64 notificações de suspeita de dengue. Destas, quatro casos foram confirmados, 45 descartados e 15 estão em investigação.

Foram registradas nove suspeitas de chikungunya, sete foram descartadas e duas estão sendo investigadas. Duas notificações de zika foram registradas, mas já estão descartadas. As informações são da Secretaria de Saúde e Bem-Estar.

 

Compartilhe com:

Adicionar Comentario

Designed by

best down free | web phu nu so | toc dep 2017