facebook

Dilma embarca para NY, e Temer assume como presidente em exercício

Compartilhe com:

A presidente Dilma Rousseff embarcou na manhã desta quinta-feira (21) para Nova York (EUA), onde participará, nesta sexta (22), da cerimônia de assinatura do acordo elaborado no ano passado, em Paris, sobre mudanças climáticas.
No período em que Dilma estiver no exterior, o vice-presidente Michel Temer assumirá o cargo como presidente em exercício. Segundo a assessoria, o peemedebista, que está em São Paulo, retornará a Brasília ainda nesta quinta em razão de um protesto que ocorreu em frente à sua casa pela manhã.

A expectativa entre assessores do Palácio do Planalto é que, no discurso que fará na sede da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta sexta, a presidente aborde, além do acordo climático, o processo de impeachment que enfrenta no Congresso Nacional e se diga vítima de um “golpe”, tese que vem sendo defendida pelo governo desde o ano passado, sob a alegação de que o processo não tem base legal.

Diante da avaliação de Dilma de denunciar o “golpe” no Brasil, parlamentares da oposição e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) criticaram a presidente e refutaram a tese. Para Celso de Mello, por exemplo, Dilma comete um “equívoco” quando fala em golpe porque a Corte já “deixou claro” que os procedimentos do processo respeitam a Constituição.

A viagem da presidente da República aos Estados Unidos estava prevista desde o mês passado, mas, diante do cenário de crise política, cogitou-se a possibilidade de a viagem ser cancelada. Segundo a Secretaria de Comunicação Social, ainda não há confirmação sobre quando Dilma retornará ao Brasil.

Acordo do Clima
Inicialmente, havia a previsão de que Dilma também participasse da sessão especial da Assembleia Geral das Nações Unidas sobre o Problema Mundial das Drogas. No entanto, ela não chegará a tempo ao evento.

A agenda da presidente prevê a presença dela apenas na solenidade de assinatura do acordo do clima, que ocorrerá na sede da ONU na sexta-feira (22).

Esse acordo envolve metas dos países signatários para reduzir a emissão de gases do efeito estufa, ampliar o uso de matrizes energéticas limpas e reflorestar áreas verdes desmatadas.

Nos Estados Unidos, a presidente não deverá ficar hospedada em hotel, como costuma fazer em viagens. A previsão é que ela se hospede na residência oficial do embaixador do Brasil na ONU, Antônio Patriota, que comandou o Ministério das Relações Exteriores entre 2011 e 2013.

Compartilhe com:

Clique Para Anunciar Grátis

Adicionar Comentario

error: Este Conteúdo é Protegido por Direitos Autorais !!
Designed by

best down free | web phu nu so | toc dep 2017